Aguarde!
 Carregando o Conteúdo
          desta Página...
Home TopGyn
Envie por E-mail Fale Conosco

PARADA CARDÍACA

Sintomas: Ausência de batimentos cardíacos, contração da faringe, dilatação das pupilas e coloração azulada da pele e dos lábios.
O que fazer: Deitar a vítima. Imobilizar a cabeça e o pescoço. Fazer massagem cardíaca com uma das mãos sobre a metade inferior do tórax e, a outra, acima do dorso da primeira. Comprimir o tórax cerca de cinco centímetros em 60 vezes por minuto.
O que não fazer: Aplicar a massagem sem ter a certeza de que o coração está parado.
Cuidados: Em casos de parada cardíaca e respiratória, fazer a massagem e a respiração boca-a-boca ao mesmo tempo (15 massagens a cada duas respirações).

VEJA MAIS:

Toda vez que houver parada cardíaca, concomitantemente haverá o desaparecimento dos movimentos respiratórios. Se o pulmão pára, segundos depois o coração pára também.

Sintomas:
- Ausência de batimentos cardíacos (encoste o ouvido na região anterior do tórax);
- Ausência de pulso (procure na artéria carótida, no pescoço);
- Dilatação da pupila (menina do olho dilatada);
- Parada respiratória - Extremidades roxas - Inconsciência.

O que fazer:
- Faça massagem cardíaca externa;
- Faça respiração boca a boca o mais rápido possível;
- Coloque a vítima deitada de costas sobre o solo ou em outra superfície rígida (Nunca sobre colchão ou sofá de molas ou espuma);
- Coloque as mãos sobrepostas na parte inferior do esterno (apenas as palmas das mãos, que ficam próximo do punho);
- A seguir, faça pressão com bastante vigor, para que se abaixe o esterno, comprimindo o coração de encontro à coluna vertebral;
- Repita a manobra 60 vezes por minuto, ritmadamente e com a mesma compressão;
- Combine sempre os movimentos com a respiração artificial;
- Procure socorro médico o mais rápido possível, continuando a aplicar o método, mesmo durante o transporte da vítima.

Cuidados:
- Sempre que combinar a respiração artificial com massagem cardíaca, somente sopre ar para os pulmões quando a mão do massageador suspender a pressão do tórax;
- Em adolescentes, faça pressão com apenas uma das mãos, com cuidado;
- Em crianças ou bebês, use apenas os dedos médios e indicadores a fim de que não ocorram fraturas ósseas no esterno ou nas costelas;
- Havendo revezamento de socorristas, não se deve alterar o ritmo.